Quer conhecer um lugar surpreendente? Então, é Veneza!  Ali você encontrará vários mundos dentro de um só lugar que não se parece com nenhum outro lugar do mundo.

Veneza ou Venice é uma das cidades mais visitada no mundo e explorada por turistas de todos os estilos, tais como: casais românticos, mochileiros, famílias, estudantes de arte, gastronomia, arquitetura, filosofia e muitos outros. Fui para Veneza em um final de semana no início do verão e estava bem movimentada, mas nada importa quando você chega e se depara com os encantos dessa cidade, pois vale a pena conhecer a ilha de qualquer forma!

Veneza transpira história e faz história a todo momento, tive a impressão que são várias cidades em uma só. Calma e respire fundo, pois te explicarei melhor daqui pra frente tudo que senti e vivi nas minhas pouquíssimas 48 horas de Veneza! O mistério talvez esteja nesse entrelaçado de arte, cultura, turismo luxuoso e a vida simples do povo veneziano.

Mapa das rotas de navegação em Veneza. A cidade misteriosa faz parte de um conjunto de ilhas no Mar Adriático localizado no nordeste italiano na região de Veneto. Já Murano e Burano são outras duas ilhas menores vizinhas muito visitadas pelas suas fascinantes fábricas de vidros e rendas respectivamente.

Foi um susto quando desci do trem na Estação de Santa Lucia (estava vindo de Bolonha) e “tentei” enxergar VENEZA e foi muito difícil, estava lotadíssima, muito lotada, lotadérrima! Eu estava mega ansiosa para conhecer essa cidade única do nosso planetinha.O roteiro foi justo e tínhamos apenas dois dias (sábado e domingo) para desfrutarmos de toda a beleza incomparável de Veneza. Havia congestionamento de gondolas nos menores canais e lotação máxima nos principais pontos turísticos.  A cidade foi ficando tranquila no final da tarde, pois 80% dos turistas (muitos italianos) estavam só curtindo um dia gostoso por lá!

comidas2

A democrática Veneza permite alegria a todos os orçamentos de viagens, desde o mochileiro econômico ao casal em lua-de-mel luxuosa. Tudo se mistura, entre os caríssimos restaurantes com pratos sofisticados de frutos do mar às banquinhas e bares com lanches e pizzas de consumo rápido. Confesso que as diárias dos hotéis são salgadas e uma outra opção é se hospedar nas cidades vizinhas como Mestre, mas se puder gastar alguns euros a mais, não irá se arrepender, a cidade a noite fica ainda mais charmosa e aconchegante com o amarelo das luzes das velas dos inúmeros restaurantes salpicados entre os mais de 150 canais.

bellini

Duas invenções que correm o mundo foram inventadas em Veneza, então não esqueçam JAMAIS de prová-las na fonte, o Bellini e o Carpaccio foram invenções do veneziano Giuseppe Cipriani do Harry’s Bar, onde foi servido primeiramente à Condessa Amalia Nani Mocenigo, em 1950, quando ela informou ao dono do bar que seu médico havia recomendado o consumo de carne crua, rica em ferro, pois ela estava com anemia. O prato foi nomeado carpaccio pelo dono do bar, em referência ao pintor italiano Vittore Carpaccio, pois a cor vermelha forte do prato o remetia as pinturas de Carpaccio, que estavam na época em exposição na cidade. Em segundo, não menos importante, o MARAVILHOSO Bellini (homenagem aos artistas Jacopo e Giovanni Bellini), antes da minha viagem um amigo havia me recomendado o tal do Bellini, pois achei muito saboroso, não perdi tempo né minha gente? Foi então que substitui a água por Bellini e deu tudo certo viu rsrsrs! Tomei muitos e muitos Bellinissssss, só não levei na mala porque não dava, minha viagem ainda era longa. Qualquer bar ou restaurante tem o Bellini engarrafado geladinho para provar, é um prosecco com pêssegos brancos da região de Veneza e gotas de framboesa. Gente!! Só provando pra entender o borogodó do negócio. No Brasil as grandes importadoras de vinhos vendem o Bellini, mas o bom mesmo é bebê-lo apreciando as belezas dos canais de Veneza com um gondoleiro cantando e soando aquela voz lindíssima por toda a cidade (se o amor da vida estiver do ladinho é o paraíso na Terra, né?).

A cidade é cheia de barraquinhas de souvenirs, lojinhas de bijuterias e artigos para decoração das fábricas de Murano.

Ai ai…quanta poesia e arte, isso tudo me faz lembrar de Marie Antoniette, já disse que sou fã de Sofia Coppola, do pai então, não sei nem classificar a minha adoração. Ah! Gosto do primo também. Voltando para a ilha porque esse papo pode ir longe demais, o mistério de Veneza já é sabido desde o século XI no tradicional Carnaval Veneziano, quando a nobreza e até o clero se disfarçavam com máscaras para se misturarem com o povo e muitos até aproveitavam para cometer atos ilícitos. Desde então a máscara é o elemento mais importante deste carnaval com várias formas, cores, tamanhos, preços e significados. Essas máscaras me fascinaram desde o primeiro momento, descansei após o almoço próximo de uma loja de máscaras só para ficar observando e imaginando como seriam as lindas Condessas usando-as nos bailes venezianos. Cuidado para não comprar máscaras falsificadas de fabricação chinesa, valorize os artesões venezianos, pois a única fonte de renda deles vem do turismo.

vaporeto2

O deslocamento em Veneza é um pouco complicado, nada é perfeito né minha GENTE? Os vaporettos são super importantes em Veneza, pois são equivalentes aos ônibus em uma cidade terrestre. Possuem diversos pontos de embarques e desembarques com preços justos diante das circunstâncias. Até aqui tranquilo né? Agora imagina você chegando em Veneza com uma, duas, três malas, uma criança pequena, o hotel longe da parada do vaporetto, ruas de paralelepípedos, pontes, labirintos e um sistema de transporte nada convencional? Calma….não é um filme de terror, só estou dizendo que é importantíssimo chegar em Veneza sabendo das opções de deslocamento. Então, observe o local do seu hotel, se for próximo a uma parada de vaporetto melhor, se não for, caminhe caminhe e caminhe rsrsr, mentira, brincadeirinha! Tem também os “táxis” que são barquinhos menores que te levam direto para seu hotel ou ainda melhor tem barquinhos que você contrata só para levar suas malas para o hotel, enquanto você aproveita as belezas veneziana, alguns hotéis tem esse serviço grátis. Só que MUITO CUIDADO com este serviço, se sua mala for aquela que custa quase o valor de um carro popular, aconselho não levá-la, pois será jogada, arrastada, mal tratada e pisada, juro que é verdade! Estava euzinha, tranquila, comendo um canolli, sentada a beira do canal (no chão) observando a sinfonia das gôndolas e o pôr do sol, foi quando de repente uma cena fora do contexto aconteceu na minha frente e então não resisti e filmei; Sabe aquela mala lindíssima que muitos sonham em ter para fazer aquela viagem luxuosa para Veneza, pois então, estava sendo escorraçada”. Minha conclusão: Mala é só uma mala, não gaste horrores nela. O vídeo está na página da Condessa Urbana no Facebook!

basílica de sao marcos

Depois de você andar um bocado pelas ruelas que são verdadeiros labirintos você chegará na imensa Praça de São Marco “centro” (Piazza de San Marco) lá estão as torres do Relógio (dell’Orologio), do Campanário (Campanile) e a Basílica de São Marco que é grandiosa e muito colorida com seus lindíssimos mosaicos bizantinos/venezianos construída em mármores e granitos. O mosaico principal, original do século XIII, da porta de entrada principal representa a procissão que levou o corpo do Santo até a Basílica. A fila do campanário (torre de 100 m de tijolos e sinos que serviu de prisão na Idade Média) estava imensa, mas valeu a pena subir e observar Veneza das alturas. A direita na praça você encontrará diversos cafés, sorveterias, joalherias, lojas de grifes e muito mais. Ah! Adorei ver os sinos da torre do Relógio tocarem, todos param para olhar e contemplar uma obra de arte tão antiga funcionando perfeitamente até hoje.

Aí está o Palácio Ducal ou Doge (Palazzo Ducale) do século XII localizado na praça de São Marco próximo a Piazzeta que se abre para o Grande Canal. O Palácio é um enorme prédio em estilo gótico-veneziano todo em rocha com diversas funções no passado, tais como: sede dos doges, prisão, tribunal e conselho administrativo da cidade. Ai ai! confesso que a bela arquitetura e a riqueza em detalhes na rocha me impressionaram muito. Na terceira foto é a Ponte dos Suspiros sobre o Rio do Palácio (Rio di Palazzo) que liga o Palácio Ducal às Novas Prisões (Prigioni Nuove) o primeiro edifício do mundo construído para ser uma prisão, segundo a história os presos quando atravessavam a ponte com destinos a celas ou execução davam o último suspiro observando a paisagem veneziana pelas pequenas janelas da ponte. A ponte é decorada com esculturas de rostos tristes e zangados. Quanta tristeza! Já os apaixonados acreditam que será concedido amor eterno e felicidade aos casais que se beijarem em uma gôndola ao pôr do sol sob a Ponte dos Suspiros com os sinos do Campanário tocando. Será que isso já virou filme?

Uma beleza sem fim! Observe a variedade de rochas na construção dos prédios venezianos e os detalhes nos arcos, pilares e tetos.

Muito gostoso o final da tarde nos bares e restaurantes próximos a Ponte de Rialto. Que tal um Bellini? Ficaria por aqui por alguns meses rsrsrs tranquilamente! Amei a Ponte de Rialto (Rio Alto) e arredores, aqui está o buchicho e um dos grandes símbolos do comércio de Veneza. A linda ponte em arco foi a primeira a atravessar o Gran Canal (Grande Canal) no século XIII ligando os bairros de San Marco a San Paolo e Santa Croce. Muitos restaurantes, hotéis e joalherias estão por ali.

Observem a fila de gondoleiros saindo do Gran Canal e entrando nos canais menores para mostrarem as belezas escondidas de Veneza. Ah! Meninos e meninas se estiverem em um momento romântico procurem os gondoleiros cantores (custa alguns euros mais caro) é lindo de ouvir a cantoria italiana que reverbera por quarteirões, pois os canais são estreitos e longínquos com altos paredões criando uma ressonância incrível. Ai ai quanto amor! Garanto que será uma surpresa inesquecível para o amadinho ou amadinha.

gondoleiros

Gondoleiros e mais gondoleiros!!

casamento

Como é lindo o amor!!! Observei muitas comemorações de despedidas de solteiros, alguns casamentos e claro muitos e muitos casais em lua-de-mel abarrotando os hotéis venezianos.

No final da tarde tudo vai ficando mais tranquilo nos canais, gôndolas estacionadas e se preparando para os passeios noturnos, os turistas cansados, alguns comerciantes fechando o comércio e os hotéis e restaurantes se preparando para os luxuosos jantares à luz de velas.

Veneza também tem uma vida cultural agitadíssima, fiquem de olho nas exposições artísticas nos museus e teatros.

Assim foi a minha Veneza e espero que você descubra a sua também! Boa viagem!

Fique mais seguro e anote essas informações de segurança no seu celular, leve na sua carteira e mande um e-mail para você mesmo.

 

Polícia Rodoviária de Mestre 0412692311 Fax 041/2692313

Delegacia Mira Via Toti 041420025

Delegacia Oriago via Veneto 041429392

Bombeiro via Don Minzoni 041420222

Pronto Socorro 0415139222

Embaixada do Brasil em Roma

Piazza Navona, 14
00186 – Roma (RM)
Tel: +39 06.683981
Fax: +39 06.6867858
E-mail: brasemb.roma@itamaraty.gov.br
Consulado Geral em Roma (passaportes, vistos, documentos, atendimento a brasileiros, etc.)
http://cgroma.itamaraty.gov.br